Pílulas dietéticas e suplementos são melhores que as dietas?

Se a perda de peso parece muito trabalho físico e mental, é porque é. E não há nenhuma pílula mágica, fazer uma dieta é algo necessário para a perda de peso: os suplementos dietéticos que alegam ajudar as pessoas a perder peso não foram comprovados para funcionar, e eles têm o potencial de ser perigoso, disse Cohen. Muitos nutricionistas e pesquisadores concordam que esses suplementos podem fazer mais mal do que bem. Suplementos podem conter medicamentos que não estão listados no rótulo e podem ter efeitos colaterais prejudiciais, por isso opte por uma dieta. Em 2014, a Administração de Comidas e Drogas identificou mais de 30 suplementos de perda de peso que continham drogas escondidas, mas apenas sete deles foram recolhidos por seus fabricantes. Por esses e outros motivos escolha uma dieta, descubra a melhor dieta do mercado!

Os suplementos de emagrecimento enviam mais de 4.600 pessoas ao pronto-socorro a cada ano, muitas vezes devido a sintomas cardíacos, como dor no peito e ritmo cardíaco acelerado, de acordo com uma estimativa de um estudo publicado em outubro de 2015.

A linha de fundo, muitos especialistas disseram à Ciência Hoje, é que muitas vezes não há evidências científicas que apoiem ​​as alegações de um suplemento. Os fabricantes de suplementos dietéticos não precisam provar que seus suplementos realmente ajudam as pessoas a perder peso, a fim de vendê-los nas lojas. Você não precisa tomar pípulas para emagrecer, conheça Jejum Intermitente e a Dieta Low Carb e emagreça muito.

Por outro lado, os fabricantes de remédios prescritos e vendidos sem receita, devem realizar estudos mostrando que as drogas podem levar à perda de peso antes do Às pílulas são aprovadas pelo FDA para uso em indivíduos obesos e aqueles considerados com sobrepeso (IMC de 27 ou mais) que também têm fatores de risco relacionados à obesidade.

Geralmente, as pessoas que tomam remédios para emagrecer – que muitas vezes trabalham diminuindo o apetite e aumentando a sensação de saciedade – podem perder em média de 5 a 10% do peso corporal em um ano, segundo a Clinica 3 de Maio. No entanto, essas drogas ainda precisam ser usadas junto com dieta e exercícios para as pessoas atingirem esse nível de perda de peso.

Saiba mais: 3 Regras básicas para emagrecer definitivamente e rapidamente!

De acordo com as diretrizes de 2013, as drogas podem ser úteis para pessoas que não conseguem perder peso apenas com dieta e exercícios, mas as pessoas devem considerar a suspensão das drogas se não perderem pelo menos 5% do peso corporal em 12 semanas de iniciá-los.

Deixe uma resposta